Inclemência

Deixe um comentário

Zélia Duncan

Pensei que haveria um pouco mais de amor para mim.
Guardei cada luar, cada verso encoberto nas notas da canção.
Pra quê? Se um vazio me esperava, eu não percebi…
Devolve meus dias, minha alegria.
Diz nos meus olhos verdades ruins.

Que não foi bom rimar cada carinho que eu fiz.
Que a minha voz cantada nem soa tão bem.
Que o nossos sonhos foram pesadelos enfim,
mas pelo menos fala pra mim

Esse silêncio é que me atordoa.
Se foi tudo à toa, volta e me deixa.
Me recolho e volto ao meu mundo.
Porque é só meu, tem que voltar pra mim.

Me lembro quando você passou
era um dia tão claro de Sol.
Pensei, meu Deus, é um sonho.
Meu coração feito um louco batuque.

Por isso agora não me machuque,
vou te guardar como triste lembrança.
Ninguém jamais vai me enganar outra vez.
Eu prometo à vocês.

Pensei que haveria um pouco mais de amor para mim.
Guardei cada luar, cada verso encoberto nas notas da canção.
Pra quê? Se um vazio me esperava, eu não percebi…
Devolve meus dias, minha alegria.
Diz nos meus olhos verdades ruins.

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s