Doando cabelo

1 Comentário

Em outubro de 2014 meu cabelo estava gigante, a última vez que eu tinha cortado curtinho tinha sido em 2000, e eu estava com vontade de mudar, portanto resolvi que doaria minhas madeixas.

Cabelão

Não foi fácil escolher o lugar pra onde mandaria meus cachos, mas acabei escolhendo o Hospital de Câncer de Barretos, que recebia doações de cabelos através da Associação Voluntária de Combate ao Câncer.

Foram quase 30cm de cabelo, uma mudança drástica mas muito bem vinda. Tanto que já estou pensando em doar de novo!

Meio quilo de cabelo #sqn

Resultado

Por quê parei?

1 Comentário

Não sei.

Só sei que voltei aqui semana passada para atualizar censo e wishlist e achei coincidência demais ter parado de postar logo após a morte da Currila. Ainda mais porque a Zeza teve dois piripaques nas últimas semanas e completou 15 anos no último dia 26. Pensei: “será que só vou voltar a escrever quando a Zeza morrer?” Não.

Muita coisa aconteceu na minha vida desde outubro de 2014. Teve até a viagem de maio de 2014 que nunca virou um post. Vou tentar atualizar o que precisa ser atualizado antes de 2017 =P

Águas de Março

Deixe um comentário

Tom Jobim e Elis Regina

É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um caco de vidro, é a vida, é o sol
É a noite, é a morte, é um laço, é o anzol

É peroba do campo, é o nó da madeira
Caingá, candeia, é o Matita Pereira
É madeira de vento, tombo da ribanceira
É o mistério profundo, é o queira ou não queira

É o vento ventando, é o fim da ladeira
É a viga, é o vão, festa da cumeeira
É a chuva chovendo, é conversa ribeira
Das águas de março, é o fim da canseira

É o pé, é o chão, é a marcha estradeira
Passarinho na mão, pedra de atiradeira
É uma ave no céu, é uma ave no chão
É um regato, é uma fonte, é um pedaço de pão

É o fundo do poço, é o fim do caminho
No rosto o desgosto, é um pouco sozinho
É um estrepe, é um prego, é uma conta, é um conto
É um pingo pingando, é uma ponta, é um ponto

É um peixe, é um gesto, é uma prata brilhando
É a luz da manhã, é o tijolo chegando
É a lenha, é o dia, é o fim da picada
É a garrafa de cana, o estilhaço na estrada

É o projeto da casa, é o corpo na cama
É o carro enguiçado, é a lama, é a lama
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um resto de mato, na luz da manhã

São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

É uma cobra, é um pau, é João, é José
É um espinho na mão, é um corte no pé
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um belo horizonte, é uma febre terçã

São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

Pau, -edra, -fim, -inho,
-esto, -oco, -ouco, -inho,
-aco, -idro, -ida, -ol,
-oite, -orte, -aço, -zol

São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

~~~~

Porque esta música só faz sentido no Rio de Janeiro =P

Tudo bem

Deixe um comentário

Lulu Santos

Já não tenho dedos pra contar
De quantos barrancos despenquei
E quantas pedras me atiraram
Ou quantas atirei
Tanta farpa tanta mentira
Tanta falta do que dizer
Nem sempre é “so easy” se viver

Hoje eu não consigo mais me lembrar
De quantas janelas me atirei
E quanto rastro de incompreensão
Eu já deixei
Tantos bons quanto maus motivos
Tantas vezes desilusão
Quase nunca a vida é um balão

Mas o teu amor me cura
De uma loucura qualquer
É encostar no seu peito
E se isso for algum defeito
Por mim tudo bem

Já não tenho dedos pra contar
De quantas janelas me atirei
E quanto rastro de incompreensão
Eu ja deixei
Tanto bons quanto maus motivos
Tantas vezes desilusão
Quase nunca a vida é um balão

Mas o teu amor me cura
De uma loucura qualquer
É encostar no seu peito
E se isso for algum defeito
Por mim tudo bem

I’m yours

Deixe um comentário

Jason Mraz

Well you done done me and you bet I felt it
I tried to be chill but you’re so hot that I melted
I fell right through the cracks, now I’m trying to get back

Before the cool done run out I’ll be giving it my bestest
And nothing’s going to stop me but divine intervention
I reckon it’s again my turn to win some or learn some

But I won’t hesitate no more, no more
It cannot wait, I’m yours

Well open up your mind and see like me
Open up your plans and damn you’re free
Look into your heart and you’ll find love love love love

Listen to the music of the moment people, dance and sing
We’re just one big family
And it’s our God-forsaken right to be loved loved loved loved loved

So I won’t hesitate no more, no more
It cannot wait, I’m sure
There’s no need to complicate, our time is short
This is our fate, I’m yours

D-d-do do you, but do you, d-d-do
But do you want to come on
Scooch on over closer dear
And I will nibble your ear

I’ve been spending way too long checking my tongue in the mirror
And bending over backwards just to try to see it clearer
But my breath fogged up the glass
And so I drew a new face and I laughed

I guess what I be saying is there ain’t no better reason
To rid yourself of vanities and just go with the seasons
It’s what we aim to do, our name is our virtue

But I won’t hesitate no more, no more
It cannot wait, I’m yours

Come on and open up your mind and see like me
(I won’t hesitate)
Open up your plans and damn you’re free
(No more, no more)
Look into your heart and you’ll find that the sky is yours
(It cannot wait, I’m sure)

So please don’t, there’s no need
(There’s no need to complicate)
There’s no need to complicate
(Our time is short)
‘Cause our time is short
(This is our fate)
This is, this is, this is our fate
I’m yours

Oh, I’m yours
Oh, I’m yours
Oh, whoa, baby you believe I’m yours
You best believe, best believe I’m yours

Casamento

3 Comentários

Ultimamente minha timeline tem sido bombardeada com fotos de casamento e anúncios de noivado e dicas e etc. Pessoas mais velhas e mais novas que eu, conhecidos e desconhecidos. Poderia até dizer que estou na fase “meus amigos estão se casando”, mas na timeline os amigos são poucos e os conhecidos são maioria. Anyway, às vezes me pego pensando sobre o assunto, e a conclusão é sempre a mesma: sou nova demais. Ainda tenho muito o que fazer, muito o que conhecer.
Isso não quer dizer que não quero compromisso. Tenho um namorado e o quero do meu lado enquanto estiver “fazendo e conhecendo”. Tenho muita vontade de viajar com ele. Mas, depois, quero poder voltar para a minha casa e poder curti-la sozinha. Bem coisa de quem já se acostumou a morar sozinha e fica incomodada quando a visita chega na hora errada e/ou demora muito pra ir embora. Ainda prezo por minha privacidade (e por minhas manias =P).
A questão é quem nem todos esses casamentos a minha volta me deixam feliz. Como espectadora, e com conhecimento parcial da história de cada um, às vezes acho que é cedo demais para alguns, que eles deviam pensar mais no assunto, que… Quem sou eu para me intrometer, né?

Algumas pessoas perguntam porque não fui morar com o namorado aqui no Rio de Janeiro. Tenho vontade de responder que quero que este relacionamento dê certo e dure pra sempre =)

Preciso dizer que eu te amo

Deixe um comentário

Cazuza

Quando a gente conversa
Contando casos, besteiras
Tanta coisa em comum
Deixando escapar segredos
E eu não sei que hora dizer
Me dá um medo, que medo

É que eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
É, eu preciso dizer que eu te amo tanto

E até o tempo passa arrastado
Só pra eu ficar do teu lado
Você me chora dores de outro amor
Se abre e acaba comigo
E nessa novela eu não quero
Ser teu amigo

É que eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
É, eu preciso dizer que eu te amo tanto

Eu já nem sei se eu tô misturando
Eu perco o sono
Lembrando em cada riso teu
Qualquer bandeira
Fechando e abrindo a geladeira
A noite inteira

Eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
Eu preciso dizer que eu te amo tanto