Emily

Deixe um comentário

Um mês atrás, no dia 6 de outubro, um domingo, tirei uma gata da rua e a adotei.

Ela já estava perdida ali na rua há mais ou menos 2 semanas e estava aparentemente grávida. Botei pra dentro, dei banho, comprei comida, caixa de areia e areia para gatos, ela estava morrendo de sede. Na hora de escolhermos um nome, levei em consideração que Vanessa disse que os gatos têm o diabo no corpo e sugeri Emily, em homenagem à personagem da série Revenge xD

No dia seguinte, marquei uma consulta com a veterinária que tem perto de casa, Dra M Ela confirmou a gravidez, disse que o parto seria em mais ou menos 10 dias e estimou que a gata tinha 7 meses de idade. Receitou vitamina e ração de qualidade e falou que vacinas e vermífugo seriam administrados após o parto.

A primeira semana foi meio tensa. Além de ser contagem regressiva para o parto, Emily ainda tava sofrendo os efeitos de viver na rua (cocô mole e fedido e gases) e demoramos um pouco pra conseguir uma areia sanitária decente.

De qualquer maneira, no sábado ela estava enorme e cheia de leite e concluímos que a hora do parto estava próxima. Mas domingo de manhã eu a encontrei mais magra e praticamente sem leite, e não havia nenhum sinal de parto em nenhum local da casa!! Na segunda-feira, chamei a Dra M de novo e ela perguntou se eu troquei de gata (!!). Vanessa e eu formulamos duas teorias: (a) ela pariu e comeu o(s) filhote(s); (b) a gravidez foi psicológica e a veterinária se enganou na primeira consulta.

Na segunda semana, Emily começou a ficar mais brincalhona e a se interessar pelos brinquedos que eu já tinha comprado (uma bolinha e um arranhador). Também resolveu que não queria mais dormir sozinha e ficava arranhando as portas dos quartos até eu desistir e deixá-la entrar, já que não conseguia dormir com o barulho dela. Colocamos telas nas janelas.

No segundo sábado desde a adoção, levamos Emily pra tomar vacina e a Dra M disse que ela tinha 3 meses!! Veterinária louca o.O
Passamos o dia fora (Isabella veio nos visitar) e, quando voltamos pra casa, encontramos uma gata no cio /o\ (várias fontes internéticas dizem que quando uma gata é separada dos filhotes logo após o parto, o cio começa 1 semana depois)
O cio durou 13 dias.

A partir do momento em que a gravidez acabou, comecei a busca por um meio de castrá-la. A Dra M recomendou um tal Dr. D, mas uma colega minha de pilates falou que ele não é bom e recomendou uma Dra G, que é especialista em gatos, cobra 150 reais pela cirurgia, mas fica lá na pqp em Alcântara (São Gonçalo). Guardei os contatos da Dra G e continuei procurando.

Encontrei o Hospital Veterinário da UFF. A consulta lá custa 40 reais e é por ordem de chegada. Para castrar é necessário fazer vários exames e no final você recebe um orçamento para a cirurgia. Uma atendente mais grossa falou que fica em 280 reais mais os exames. Ok.

Cavucando bastante, descobri que a Prefeitura de Niterói castra de graça. Cavuquei mais um pouco e descobri um número de telefone para o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói. Liguei e descobri que ta tudo lotado até o final do ano mas vão abrir novas inscrições em dezembro pra agendar pro ano que vem. Difícil, hein?

Enfim, em um site de uma ONG que resgata animais, descobri que a Prefeitura do Rio faz esterilização de graça. E melhor: toda sexta-feira eles marcam um horário pra próxima semana! O único problema é que apenas moradores do Rio de Janeiro podem usar este serviço, então coloquei meu namorado como dono temporário da Emily xD

A cirurgia é amanhã, espero que dê tudo certo \o/

Primeiro dia em casa

Véspera do “parto”

Olhos maquiados ^^

Dormindo na cama!

Anúncios

Rio+20

1 Comentário

Um mês morando em Niterói e trabalhando no centro do Rio me fez aprender que a melhor estratégia é sair de casa antes das 7 da manhã. Assim evito parte do engarrafamento matinal e posso sair do trabalho antes do engarrafamento vespertino. Aquela coisa: tenho que trabalhar 8 horas e fazer 1 hora de almoço, então, se chego às 7:00, saio às 16:00; se chego às 8:00, saio às 17:00, and so on…

Desde o mês passado, o assunto mais importante por aqui é a Rio+20. E se vai ter folga ou não.
Sim, vai ter folga. Dias 20, 21 e 22 serão “ponto facultativo” para os servidores municipais, estaduais e federais que trabalham na cidade do Rio de Janeiro. Só que fica aquela impressão de que os caras lá só querem que a gente não saia de casa para não bagunçar a cidade.

Ontem cheguei no trabalho às 7:20 e não vi nada de anormal no transito. Lá pras 9 horas, entrei na página d’O Globo e descobri que o trânsito estava um caos! O motivo: manifestações. Primeiro foram as mulheres, depois os índios, depois eu me confundi toda e só fiquei esperando o trânsito voltar ao normal.
Hoje o Bom Dia Rio começou anunciando que um pista da Linha Vermelha já estava reservada para o pessoal importante que ta chegando pra Rio+20. Eu sei que tive uma visão viesada do trânsito de São Paulo, já que eu não o enfrentava diariamente, mas sempre achei os motoristas do Rio menos educados. Andar de ônibus por aqui é sempre uma aventura. Então eu não me surpreendi quando vi que os motoristas não respeitaram a faixa seletiva! E a repórter do Bom Dia Rio foi bem enfática na hora de pedir pros telespectadores deixarem os carros em casa.

Se não queriam bagunça no trânsito com dezenas de comitivas internacionais chegando, deveriam ter dado a semana inteira de folga. Eu não reclamaria ;)

Duplo twist carpado

Deixe um comentário

O telegrama chegou dia 18 de janeiro de 2012, me convocando para ir ao Rio de Janeiro no dia 24 do mesmo mês. Esta convocação veio do IBGE, relacionada ao concurso público cuja prova fiz em janeiro de 2010 (Edital nº 06/2009, resultado homologado no Edital nº 2/2010), e, de repente, me vi olhando anúncios de imóveis para alugar no Rio de Janeiro e em Niterói e pedindo demissão e viajando durante à noite entre Rio e SP D=

Apesar de toda a correria e de quase surtar, DEU TUDO CERTO! A nomeação saiu no Diário Oficial do dia 5 de março. Tomei posse, entrei em exercício e peguei as chaves do apartamento escolhido em Niterói no dia 8 de março. No sábado, dia 10, o caminhão de mudança chegou às 7am e no domingo já estava com quase tudo no lugar. UFA!

Agora estou trabalhando no Rio de Janeiro e não estou sofrendo tanto com o calor por causa do ar condicionado porque o outono ta chegando e o Cara Amarela não está tão malvado. E estou morando em Niterói porque, entre um conjugado minúsculo na Zona Sul e um apto de 2 quartos em Niterói, ambos pelo mesmo preço (aluguel+condomínio+iptu), eu fiquei com a segunda opção.

E é isso. Ainda não me adaptei direito aos horários novos e estou morrendo de sono, mas estou feliz =D