Pequenas mudanças, grandes resultados

Deixe um comentário

Meu problema de saúde é minha família: pai é hipertenso e diabético, mãe é hipertensa e diabética, irmão é hipertenso. Pra completar, herdei do meu pai a predisposição para ter triglicérides e colesterol ruim alto. Isso sem contar minha depressão crônica.

Por outro lado, nunca passei muito tempo no sedentarismo. Minha atividade preferida sempre foi a dança: primeiro o jazz moderno, depois o hip hop. Fiz pilates em Niterói (sdds Flávia <3). Aqui no Hell de Janeiro tive dificuldade, assim como em Niterói, para achar uma academia de dança. Fiquei alguns meses fazendo zumba na Casa de Dança Carlinhos de Jesus e amei o professor Wendell, mas o local era meio fora de mão e a preguiça acabou me vencendo.

Foi há quase um ano que mudei de estratégia: procurar uma academia perto do trabalho, em vez de procurar perto de casa. Não precisei procurar muito e encontrei o Studio Funcional Fit. Já tinha ouvido falar de treino funcional mas nunca tinha testado, então fui, gostei, fiz o plano anual.

Em janeiro deste ano, os donos do Studio, Saulo e Roberta, organizaram um desafio que serviria de preparação para o carnaval: perder até 5kg em 28 dias. Fiquei com vontade de participar, mas não tinha condições financeiras naquele momento.

Eles prometeram que fariam outro desafio ao longo do ano, e cumpriram: dia 05 de julho começou o Desafio de Inverno. 40 dias de reeducação alimentar e muito exercício para perder peso ou ganhar massa muscular, de acordo com a meta pessoal.

Minha meta foi perder peso, afinal engordei mais de 20kg nos últimos 5 anos :(

Logo de cara já sabia que não ia ter problema com o ritmo de exercícios, pois já tinha acostumado com o treino. O desafio mesmo era a reeducação alimentar. Com o acompanhamento da nutricionista Paula, fiz pequenas mudanças na minha rotina alimentar. Quer dizer, pra mim as mudanças parecem pequenas, mas outras pessoas podem achar que não =P

O café da manhã foi a refeição que mais se modificou, pois sinto muita fome de manhã e comia muito errado. Nas primeiras semanas, para aplacar a fome, a solução foi comer ovo. Um ovo, uma fatia de pão integral (de verdade, não aqueles que parecem integral), uma caneca de café e pronto.

A segunda mudança mais significativa foi o açúcar: saiu o açúcar branco, entrou o demerara, em quantidades moderadas. Também saíram do cardápio o suco que acompanhava o almoço, as frituras, os embutidos e os doces (na hora do desespero, chocolate 70% de cacau). Lanche da tarde: maçã com canela. Uma das únicas regras rígidas foi: na hora do almoço, metade do prato é de legumes e verduras.

Escrevendo assim parece bastante coisa mesmo, mas eu estava tão determinada que foi tudo fácil, sem sofrimento, sem passar fome. Também ajudou conhecer bons restaurantes por quilo.E os resultados depois desses 40 dias não poderiam ser melhores!

Sim, oficialmente o desafio só começou dia 5, mas eu comecei a dieta dia 3

E agora só faltam 12kg!

Anúncios

A cor perfeita

Deixe um comentário

Meu cabelo estava curto pela primeira vez em 15 anos e, já que tinha tido a coragem de cortar, decidi que ia mudar a cor também. Afinal, que mulher nunca pensou em ficar ruiva? =P

Mas ainda faltava a coragem pra mudar totalmente. Pesquisei bastante (luzes, mechas, balaiagem, ombre), me perdi no Pinterest, e seja o que Eru quiser, marquei horário no salão e fui \o/

(Pausa pra falar da Tati e da Alê maravilhosas que conheci através de promoção do Peixe Urbano e não larguei mais <3)

Expliquei pra Alê o que queria e ela recomendou ombre e foi o que fizemos. Depois ela passou rapidamente um tonalizante cobre (não lembro se foi 6.4 ou 7.4) e ficou assim:

Lindo e maravilhoso do jeito que queria!

Mas o tempo passou e a parte descolorida foi ficando amarela, blé. Tinha que voltar ao salão e passar mais tonalizante…

Tonalizante mais escuro que o anterior

Cansei rapidamente dessa vida de ir ao salão com frequência, então comprei coloração 5.64 Coral da Altamoda Alfaparf (cor descontinuada =/) e adeus ombre amarelo.

Tchau ombre! (temporariamente)

Aí sim, mesmo desbotando, o cabelo nunca mais ficou amarelo, e segui usando a coloração 6.4 da Amend para ficar com esse alaranjado mara no sol:

Mission accomplished!

Essa saga toda começou em março de 2015 e acabou em agosto de 2016. E meu desejo atual é cortar o cabelo curto de novo e retirar toda a parte descolorida hahahaha

Duas cachorras e uma gata

Deixe um comentário

Faz tanto tempo que não escrevo nada aqui que nem sei como começar ><

Bom, minha família (teoricamente, meu irmão), lá em Caconde, tem duas cachorras: Currila, adotada em julho de 2001 com cerca de 6 meses de idade; e Zeza, adotada em fevereiro de 2002 com 2 meses e meio de idade. Aí ano passado eu adotei uma gata, a Emily, e isso ta registrado aqui no blog =P

Mas se as cachorras tão em Caconde e você adotou a gata em Niterói, o que uma coisa tem a ver com a outra?

Tem a ver que no último Natal levei Emily pra Caconde comigo pra passar uma semana lá e este ano ela ficou lá durante os meses de abril e maio porque eu tirei férias e viajei. E há pouco mais de 2 semanas ela foi morar com meus pais definitivamente.

Não foi uma decisão fácil, mas eu deixei um apartamento de 2 quartos, com uns 70m² em Niterói), pra morar em um conjugado de 22m² (em Copacabana). E eu conheço a Emily. Ela curtiu bastante o 1 mês e meio que passou lá em Caconde nas minhas férias, adora ter espaço pra correr e brincar e, principalmente, não gosta de ficar sozinha (mas não aceitou outro gato ¬¬). Enfim, tirando as “reclamações” de que eu perdi a gata e minha mãe perdeu o marido (ela prefere meu pai, fazer o que?), Emily ta super feliz (meus pais e meu irmão também, já que eles estavam secretamente torcendo pra que eu alugasse um lugar pequeno demais pra gata, hunf)!

Agora, as cachorras.

Currila, a alpha, está bastante doente, a ponto de a veterinária mandar uma conhecida perguntar se ela já morreu (hahanão). Já tiramos um tumor bem grande dela em 2012, benigno, mas já tem quase 1 ano que estão aparecendo mais tumores externos e ínguas. Os tumores parecem machucados que não saram e sangram pra caramba quando a Currila esbarra em algum lugar. Este mês ela começou a tomar remédio pra dor e antibiótico e ta fazendo tudo normalmente (comer, latir, xixi e cocô). De qualquer maneira, é só uma questão de tempo até ficarmos sem ela =/

Zeza é a coisa mais ciumenta do mundo, tirar só a Currila de casa pra levar ao veterinário é um parto, porque a Zeza começa a chorar como se estivesse apanhando (o jeito é enganar a Zeza, sorte que sempre foi comum a Currila ficar presa na garagem por engano hehe). Nosso maior medo é a Zeza não superar a morte da Currila…

E aí veio a Emily, e ela não gostou nem um pouco das cachorras, era fuzz pra todo lado. O curioso é que ela quase não fazia fuzz pra Currila e só dava patada na Zeza. Isso que a maior felicidade da Currila é entrar em casa e comer a comida da gata. Fora isso nossa velhinha não tava nem aí pra gata. Zeza ficou incomodada tbm e revidada os fuzz com rosnados e tentativas de mordidas.

Esta semana as coisas ficaram mais calmas entre Zeza e Emily, que só rosnam uma pra outra e não se agridem mais. Mas o que a gente não consegue explicar é por que Currila e Emily se ignoram? Será que é porque a Currila é alpha? Será que é porque a Currila ta velha e doente e Emily percebeu isso? Será que ela só encrencou com a Zeza porque a Zeza é ciumenta? Será que é porque a Currila é um tico menor que a Emily e a Zeza é uma salsichona gorda? Não sei… Só sei que ontem Emily chegou perto da comida das cachorras e Currila saiu latindo e correndo atrás dela e a gata correu pra dentro de casa sem revidar!

Duplo twist carpado

Deixe um comentário

O telegrama chegou dia 18 de janeiro de 2012, me convocando para ir ao Rio de Janeiro no dia 24 do mesmo mês. Esta convocação veio do IBGE, relacionada ao concurso público cuja prova fiz em janeiro de 2010 (Edital nº 06/2009, resultado homologado no Edital nº 2/2010), e, de repente, me vi olhando anúncios de imóveis para alugar no Rio de Janeiro e em Niterói e pedindo demissão e viajando durante à noite entre Rio e SP D=

Apesar de toda a correria e de quase surtar, DEU TUDO CERTO! A nomeação saiu no Diário Oficial do dia 5 de março. Tomei posse, entrei em exercício e peguei as chaves do apartamento escolhido em Niterói no dia 8 de março. No sábado, dia 10, o caminhão de mudança chegou às 7am e no domingo já estava com quase tudo no lugar. UFA!

Agora estou trabalhando no Rio de Janeiro e não estou sofrendo tanto com o calor por causa do ar condicionado porque o outono ta chegando e o Cara Amarela não está tão malvado. E estou morando em Niterói porque, entre um conjugado minúsculo na Zona Sul e um apto de 2 quartos em Niterói, ambos pelo mesmo preço (aluguel+condomínio+iptu), eu fiquei com a segunda opção.

E é isso. Ainda não me adaptei direito aos horários novos e estou morrendo de sono, mas estou feliz =D

2011: um ano de mudanças

3 Comentários

Sim, empolguei nos posts. Na verdade queria ter escrito este post no final de dezembro, mas me faltou tempo e inspiração, coisas que estão sobrando agora (qualquer coisa para adiar uma faxina hahaha)

2011 foi um ano que começou com dúvidas: fazer mestrado ou trabalhar. Fiquei com a opção mais cômoda e comecei o mestrado. B-O-R-I-N-G. Eu já estava com preguiça de estudar desde 2010, tanto que fiquei um ano a mais na graduação por causa disso, mas continuar morando em Campinas e indo pra Unicamp todo dia já era rotina, e a preguiça de mudar venceu. E eu foi vencida pelo sono nas aulas de Probabilidade. E não conseguia assimilar a lógica na hora de demonstrar teoremas. E não tinha ânimo pra estudar. E não tinha bolsa de estudos. E veio um problema amoroso que foi a gota d’água. E, no comecinho de maio, liguei pros meus pais e falei que não queria mais fazer mestrado.

No dia 16 de maio comecei a trabalhar na Ipsos, na BU Loyalty, na Zona Leste de São Paulo. Fiquei duas semanas em hotel até aprovarem meu pai como fiador e darem as chaves do quarto-sala-cozinha que aluguei. Mudança radical.

Mesmo tendo sido uma coisa impulsiva, arrumar um emprego e vir pra São Paulo foi a melhor coisa que fiz ano passado. Primeiro porque me deu ânimo novo. Segundo porque eu conheço muita gente que mora aqui, graças ao Fórum Valinor, então eu só fico em casa à toa se quiser.

Enfim, estou muito feliz com o rumo que minha vida tomou. Que 2012 seja um ótimo ano para mim e para as pessoas com quem me importo =D

Comentários

Deixe um comentário

Devido ao volume de spams que ando recebendo, não serão mais permitidos comentários em posts mais velhos que 40 dias.
É uma das configurações de discussão que o WordPress oferece:

Clique para ampliar

Fica aí a dica para quem não conhecia a ferramenta =)

~~

Edit: Pensando bem, acho que desmarcar a opção “Não descartar spam nos posts antigos” resolve o meu problema. Vou testar antes de fechar os comentários.