Dia 29 – Os sonhos e planos para os próximos 365 dias

Deixe um comentário

Antes de qualquer outra coisa, eu quero me formar e comprar um notebook. Já cansei de depender só dos computadores da Unicamp ou do estágio para fazer trabalhos, sendo que tenho muito tempo livre em casa.

Depois disso… Bem, quando entrei na faculdade, minha intenção era fazer mestrado logo depois da graduação. Fiz inscrição pro mestrado na Unicamp, mas não tenho mais certeza se é isto que eu quero. Como plano B, já fiz dois concursos e fui aprovada (Cetesb e IBGE) e vou fazer mais dois (ABIN e INMETRO). Espero ser convocada em algum momento. E, quando isso acontecer, espero que goste do meu trabalho.

No campo dos relacionamentos, estou dividida entre razão e emoção. Razão diz para não me compremeter seriamente, pelo menos por enquanto. Emoção diz “Por que não?! Você está apaixonada, aproveite!”. Estou com um pé atrás, mas estou aproveitando. E nada é ‘oficial’ (ainda). Prefiro não fazer planos.

E é isso aí, meus planos (e não-planos) são esses, basicamente.

Anúncios

2 Comentários

“estar apaixonado
é pintar as pás
de um ventilador ligado” Mário Pirata

Proposta: Das várias leituras deste poema, escolheremos uma delas: a de que a paixão nos faz sentir que podemos transformar o impossível em algo absolutamente factível. Que outros sentidos você vê neste poema do Pirata?

[Retirado de: Resumo da Ópera: os melhores momentos do Livro da Tribo, 1990-1999, Volume 1: Pessoa – p. 58-9]

Que confusão! O.o

1 Comentário

Eu estou num estado de confusão total, alternando violenta e inesperadamente estados de alegria e esperança extremas com tristeza e desilusão total…
Também tem os momentos em que eu consigo encontrar um ponto de equilíbrio, como agora…
Pequenas palavras ou gestos, nesse momento, fazem toda a diferença. Ou não. =|

Ah… só pra deixar claro que esse post tem tudo a ver com o desabafo do post anterior… É que às vezes as pessoas podem interpretar de uma maneira diferente o que a gente diz, mesmo não sendo essa a nossa intenção…

Eu sou uma pessoa confusa. Respostas (ou comentários) um tanto quanto inesperados me deixam mais confusa ainda, o que faz com que minha reação imediata (resposta) seja totalmente confusa, e isso acaba confundindo as outras pessoas (mais especificamente a pessoa que fez o comentário inesperado), fazendo-as pensar que que eu não quis dizer o que elas acharam que eu disse quando na verdade eu quis dizer exatamente aquilo que elas entenderam inicialmente.

Em outras palavras, minhas “carapuças” são feitas sob medida. E servem =] (eu poderia dizer que sempre, mas toda regra tem exceção e talz…). No caso, a “carapuça” (post anterior) serviu até melhor do que eu esperava e isso fez com que eu tivesse uma daquelas reações confusas das quais eu acabei de falar, de modo que a “pessoa-alvo” parece ter ficado confusa também, pensando que a “carapuça” não era pra ela….

Mas era. E ainda é.

Momento “sei lá”

3 Comentários

[desabafo on]

Ah, não… está acontecendo de novo… mais de um ano depois da última vez, agora apareceu alguém que não sai da minha cabeça… na verdade, parece que ele entrou de mansinho e para ficar =|
A gente mal conversa… mas quando conversa ele é tão cute ><… mas ele tá tãão loooonge =/

Odeio Platão e seu mundo das idéias!! humpf

[desabafo off]

Pronto, agora podemos voltar à programação normal =D

Normal? o.ô

*olha pra baixo*
Que triste, ninguém comentou o poema pro Dia das Mães =/
Acho que desistiram de ler na parte do “Crisóstomo-mirim” LOL