Currila (Dez-2000 ~ Out-2014)

3 Comentários

Loirinha dos olhos verdes, foi anunciada no rádio e cidade inteira ficou sabendo que ela seria “do sobrinho que estava vindo de Limeira”. Chegou com os ouvidos inflamados, mas muita energia pra gastar.

Fazia xixi dentro de casa sempre que tinha uma oportunidade. Carregava os tapetes menores e deixava na chuva. Comeu 1 real, comeu bombril, comeu bexiga, comeu taturana queimada, engoliu cigarra sem mastigar, matou um morcego. Roubou uma batata pra brincar. Derrubou a lixeira que tinha restos de costela de porco e enterrou vários ossos pra mais tarde. Fugiu de casa e emprenhou do cachorro mais feio da rua. Teve 4 filhotes, mas 1 nasceu morto e nenhum dos outros 3 viveu mais do que poucos anos.

Tinha personalidade de gato. Independente. Carinhos e brincadeiras só na hora que ela queria, não na hora que você queria. Dormia o dia inteiro, caçava baratas e latia a noite inteira. Era alfa. Vigiava a comida pra Zeza não comer, mas não comeu na tarde que levamos a Zeza pra castrar.

Achávamos que ela viveria mais, porque a Zeza sempre foi mais sensível e suscetível a doenças. Estávamos errados.

Descanse em paz.

Descanse em paz.

High Fidelity

Deixe um comentário

Rob: Top five things I miss about Laura. One; sense of humor. Very dry, but it can also be warm and forgiving. And she’s got one of the best all time laughs in the history of all time laughs, she laughs with her entire body. Two; she’s got character. Or at least she had character before the Ian nightmare. She’s loyal and honest, and she doesn’t even take it out on people when she’s having a bad day. That’s character.
[holds up three fingers]
Rob: Three;
[long pause, hesitantly]
Rob: I miss her smell, and the way she tastes. It’s a mystery of human chemistry and I don’t understand it, some people, as far as their senses are concerned, just feel like home.
[shakes his head, recollecting, then looks back and lip synchs ‘four’ while holds up four fingers]
Rob: I really dig how she walks around. It’s like she doesn’t care how she looks or what she projects and it’s not that she doesn’t care it’s just, she’s not affected I guess, and that gives her grace. And five; she does this thing in bed when she can’t get to sleep, she kinda half moans and then rubs her feet together an equal number of times… it just kills me. Believe me, I mean, I could do a top five things about her that drive me crazy but it’s just your garden variety women you know, schizo stuff and that’s the kind of thing that got me here.

XII Encontro Nacional Valinor

2 Comentários

Meu Nacional começou sábado de manhã quando busquei Alinde e Cassinhano no metrô, levei pra casa e fiz café. Batemos papo e depois Cassinhanu ficou tirando fotos enquanto Alinde e eu fazíamos as unhas. Aí esperamos Roberta e Ly buscarem Rômulo em Garulhos e passarem aqui em casa para deixar malas e depois serguirmos para Liberdade. Neithan, Cass e eu somos frescos e fomos comer no Subway enquanto Robs, Ly, Alinde e Romis ficaram no Chi Fu acompanhados de Amanda Santos. Café e Thanatos foram no Subway tbm, mas só pra bater-papo.
Depois fomos para a casa do Hero com a turminha do barulho que apronta altas confusões, onde Hero começou o processo de embebedar o Paganus e o Gnomo descobriu que, se perguntarmos o significado de “copa” para 5 pessoas, conseguiremos 5 significados diferentes. Na volta, Fingol se perdeu tentando chegar na Vila Prudente, mas no final deu tudo certo e todos chegaram vivos em casa, inclusive o Vëon, já que passamos perto da casa dele.

Domingo de manhã ligamos pra Cléu, que estava com a porra na boca, mas é limpinha, e depois toquei umas musiquinhas no teclado enquanto o povo se arrumava. Enturmamos com a prima do Indu enquanto esperávamos no metro e depois rumamos para o local do encontro. Entreguei o livro do Fingol e fui logo conhecer meu nolyon, Clown or Minstrel, e fazê-lo socializar um pouco. Joguei pique-bandeira no time que contava com: Amanda Santos, Rique, Marco, Fingol, Gnomo, filho do Neithan, Gabi, Paganus e Clown (faltou alguém?). No finalzinho do jogo, Lissa trombou com Fingol e machucou o joelho. Nada grave, mas as mulheres fizeram os homens presentes carregá-la para fora do campo. Ganhamos, mas paguei pau pro ponto que Hero fez sozinho para o time adversário. Ajudei no esquema de fazer Gabi e Cassinhanu perderem a timidez e ficarem juntos logo. Depois fui jogar Perfil, que era interrompido toda vez que Amanda Santos pedia truco.

Segunda de manhã Rômulo e eu fizemos cookies enquanto Alinde estudava e Liliã ficava à toa. A chuva atrapalhou a visita à Galeria do Rock, então fomos pro Santa Cruz, o que foi bom pra ver Gabi mais uma vez e matar a fome. Levei cookies para a Gabi pq era aniversário dela. Depois passamos em casa para pegar a mala da Alinde e fomos para o Prainha, esquecendo os guardas-chuva em casa (em nossa defesa: não estava chovendo na Vila Prudente). Chegamos ensopados no bar. Não ficamos até tarde pq Alinde tinha que ir pra rodoviária. Triste.

Terça choveu o dia inteiro, então Ly, Romis e eu nem saímos de casa. Ficamos aqui assistindo a Gremlins e comendo pipoca. Aí Robs e Led chegaram e levaram os dois embora. E fiquei só de novo.

Já estou com saudades ><

Wish you were here

2 Comentários

Pink Floyd

So,
So you think you can tell
Heaven from Hell,
Blue skies from pain
Can you tell a green field
From a cold steel rail?
A smile from a veil?
Do you think you can tell?

Did they get you to trade
Your heroes for ghosts?
Hot ashes for trees?
Hot air for a cool breeze?
Cold comfort for change?
Did you exchange
A walk on part in the war
For a lead role in a cage?

How I wish, how I wish you were here
We’re just two lost souls
Swimming in a fish bowl,
Year after year,
Running over the same old ground.
What have we found?
The same old fears
Wish you were here

Saudade…

4 Comentários

Hoje faz dois meses que a gente não se vê =/
E a saudade vai apertando ><

E o carnaval taí, começa hoje.
Sinceramente, eu queria dormir agora e só acordar quarta-feira-de-cinzas, mas não dá.
O jeito é botar os problemas de lado e tentar aproveitar a festa ^^’

Btw, eu não vou ter como postar aqui, então fica registrado que terça-feira-de-carnaval-dia-cinco, completamos 6 meses de namoro (L)

Tá, não é uma coisa tão feliz e romântica assim, afinal milhares de quilômetros nos separam =(

*suspira*

Paciência… pelo menos janeiro acabou =)